Compartilhe:

Sabemos que todas as mães gostariam de ficar mais tempo com seus bebês, mas que seus trabalhos também são importantes (ou até mesmo essenciais para renda familiar). Além disso, as empresas são bastante inflexíveis e exigem bastante das mulheres, mães ou não.

2016-01-12_1822

Mesmo trabalhando, a atenção com os primeiros mil dias do bebê é essencial. E é possível estar mais “presente” em vários momentos de desenvolvimento.

Segundo a pediatra Luciana Herrero, nestes primeiros mil dias, “receber amor e atenção contribui para o desenvolvimento neurológico e também para a imunidade do bebê”.

Assista o vídeo que fala sobre a importância deste período e leia as dicas para estar mais “presente” e FELIZ AO LADO DO SEU AMADO BEBÊ!!

Dicas de presença:

  1. BRINCAR COM O BEBÊ: sentar no chão e brincar com o seu bebê é mais importante do que você imagina. Além de estimular a criatividade e o desenvolvimento cognitivo, as brincadeiras promovem a interação da família, de modo que a criança se sinta mais segura e amada. E não pense que isso inclui colocar o pequeno em frente a uma televisão – esse tipo de atividade apenas distrai. Brinquedos e atividades simples já dão conta do recado – e são muito mais divertidos!
  2. ALIMENTAR E DAR COLINHO: com certeza, além de prazeroso, amamentar acalma mãe e bebê. Nada mais gostoso que um colinho com mamá! Alimentar seu bebê com papinhas também pode ser um momento especial – mas é preciso relaxar e lembrar que comer deve ser “gostoso”!!
  3. APROVEITAR A HORA DO SONINHO: à noite, mesmo cansada, a mãe pode “fazer o bebê dormir” curtindo cada etapa deste momento – dando um banho relaxante, fazendo uma massagem gostosa no bebê, cantando uma cantiga de ninar ou deitando numa superfície macia fazendo brincadeiras suaves;7c8756fd637d7e295d2d62a43e40f618
  4. FALAR COM O BEBÊ: falar com o bebê durante seus cuidados diários vai estabelecendo uma relação de intimidade, confiança e amor. Deixar o bebê responder com seus balbucios também é muito importante. Além disso, a comunicação não implica apenas na fala. Inclui o tato (pegar, acariciar, beijar, etc.) e a expressão oral (gestos, contacto visual, etc.). Estender os braços para o seu filho ou sorrir para ele, beijá-lo…são formas de se comunicar e conectar.
  5. ESTAR COM ELE EM CASA: aproveitar os finais de semana para “não sair de casa” e curtir seu bebê só para papai e mamãe. Muitas vezes, nos passeios em shoppings, casa de amigos e restaurantes, acabamos ficando pouco com o bebê; a dica aqui é curtir sua casa em paz!

Mães, sabemos que na correria do dia a dia, muitos momentos passam batido, que estamos cansadas e que até perdemos a calma… mas lembre-se que tudo passa rápido e que o melhor é relaxar e curtir mais.